Criando dicts a partir de outros dicts

Neste tutorial, será abordado o processo de criação de um dict ou dicionário, a partir de um ou mais dicts em Python. Como já é de costume da linguagem, isso pode ser feito de várias maneiras diferentes.

Abordagem inicial

Pra começar, vamos supor que temos os seguintes dicionários:

dict_1 = {
'a': 1,
'b': 2,
}

dict_2 = {
'b': 3,
'c': 4,
}

Como exemplo, vamos criar um novo dicionário chamado new_dict com os valores de dict_1 e dict_2 logo acima. Uma abordagem bem conhecida é utilizar o método update.

new_dict = {}

new_dcit.update(dict_1)
new_dcit.update(dict_2)

Assim, temos que new_dict será:

>> print(new_dict)
{
'a': 1,
'b': 3,
'c': 4,
}

Este metodo funciona bem, porém temos de chamar o metodo update para cada dict que desejamos mesclar em new_dict. Não seria interessante se fosse possível passar todos os dicts necessários já na inicialização de new_dict?

Novidades do Python 3

O Python 3 introduziu uma maneira bem interessante de se fazer isso, utilizando os operadores **.

new_dict = {
**dict_1,
**dict_2,
}

Assim, de maneira semelhante ao exemplo anterior, temos que new_dict será :

>> print(new_dict['a'])
1
>> print(new_dict['b'])
3
>> print(new_dict['c'])
4

Cópia real de dicts

Ao utilizamos o procedimento de inicialização acima, devemos tomar conseiderar alguns fatores. Apenas os valores do primeiro nível serão realmente duplicados no novo dicionário. Como exemplo, vamos alterar uma chave presente em ambos os dicts e verificar se as mesmas possuem o mesmo valor:

>> dict_1['a'] = 10
>> new_dict['a'] = 11
>> print(dict_1['a'])
10
>> print(new_dict['a'])
11

Porém isso muda quando um dos valores de dict_1 for uma list, outro dict ou algum objeto complexo. Por exemplo:

dict_3 = {
'a': 1,
'b': 2,
'c': {
'd': 5,
}
}

e agora, vamos criar um novo dict a partir desse:

new_dict = {
**dict_3,
}

Como no exemplo anterior, podemos imaginar que foi realizado uma cópia de todos os elementos de dict_3, porém isso não é totalmente verdade. O que realmente aconteceu é que foi feita uma cópia superficial dos valores de dict_3, ou seja, apenas os valores de primeito nível foram duplicados. Observe o que acontece quando alteramos o valor do dict presente na chave c.

>> new_dict['c']['d'] = 11
>> print(new_dict['c']['d'])
11
>> print(dict_3['c']['d'])
11
# valor anterior era 5

No caso da chave c, ela contem uma referência para outra estrutura de dados (um dict, no caso). Quando alteramos algum valor de dict_3[‘c’], isso reflete em todos os dict que foram inicializados com dict_3. Em outras palavras, deve-se ter cuidado ao inicializar um dict a partir de outros dicts quando os mesmos possuírem valores complexos, como list, dict ou outros objetos (os atributos deste objeto não serão duplicados).

De modo a contornar este incoveniente, podemos utilizar o método deepcopy da lib nativa copy. Agora, ao inicializarmos new_dict:

import copy

dict_3 = {
'a': 1,
'b': 2,
'c': {
'd': 5,
}
}

new_dict = copy.deepcopy(dict_3)

O método deepcopy realiza uma cópia recursiva de cada elemento de dict_3, resolvendo nosso problema. Veja mais um exemplo:

>> new_dict['c']['d'] = 11
>> print(new_dict['c']['d'])
11
>> print(dict_3['c']['d'])
5
# valor não foi alterado

Conclusão

Este artigo tenta demonstrar de maneira simples a criação de dicts, utilizando os diversos recursos que a linguagem oferece bem como os prós e contras de cada abordagem.

Para mais detalhes e outros exemplos, deem uma olhada neste post do forum da Python Brasil aqui.

É isso pessoal. Espero que esta dica seja útil para vocês!

Até o próximo post!